TITÃS & PARALAMAS


Foto – Maurício Valadares


A idéia de fazer uma nova turnê com os Paralamas do Sucesso surgiu, se bem me recordo, de uma conversa entre as duas bandas no bar de um hotel em Porto Alegre. Depois desse primeiro encontro muitos meses se passaram mas a verdade é que ninguém conseguia esquecer a promessa do Zé Fortes (empresário dos PDS) de viabilizar aquele delírio.
– "Tá legal! só tem uma coisa: se a gente for fazer, temos a obrigação de fazer direito" - dizia ele.
Hoje é possível afirmar que o projeto (que a aquela altura era apenas uma possibilidade remota) não só se tornou realidade como é também um grande sucesso.

Apesar do esquema promocional, até agora, ter sido relativamente modesto e da imprensa, salvo honrosas exceções, ter tratado do assunto com bastante descaso, em Salvador e São Paulo tocamos para casas com lotação esgotada e em BH e Sorocaba se não foi assim, foi quase isso.
É impossível apontar categoricamente o que tem mobilizado o público a comparecer em massa a esses shows mas acredito que isso se deva fundamentalmente ao fato de que, de alguma maneira, as pessoas se deram conta de que estamos apresentando algo realmente novo. É óbvio que o repertório é o mesmo que todos cansaram de ouvir mas o fato de termos, praticamente, fundido uma banda à outra é, com certeza, inédito.

Não lembro de duas bandas ( brasileiras ou gringas ) que tenham se proposto a tocar dezoito músicas ( o show do Police, por exemplo, tem vinte ao todo ) juntas. Isso sem contar as participações menores de uns no set dos outros. Só por conta desse aspecto as canções já soariam bem diferente das versões originais, mesmo assim em algumas delas fomos além, mudando totalmente o caráter dos arranjos.
Talvez mais importante que isso seja a constatação de que, como comentaram alguns fãs, estamos NOS divertindo e não só divertindo o público. A química , o respeito e amizade que há entre as duas bandas parece contagiar a platéia desde o primeiro instante do espetáculo.

Com apenas quatro shows no currículo já registrei momentos antológicos nessa turnê. Não custa nada recapitular alguns deles. 


Charles Gavin e João Barone tocando “Cabeça Dinossauro” já era digno de nota desde os primeiros ensaios mas no show de São Paulo os dois resolveram radicalizar. Foi realmente mágico!

Dado Villa Lobos interpretando “Que país é esse?” em BH tampouco poderia ficar de fora dessa lista, assim como o duelo de guitarras entre Herbert, Tony e Andreas Kisser no final de “Lugar Nenhum” em São Paulo.

Outro momento difícil de sair da memória é o do refrão final de “Epitáfio” em Salvador com o público todo – incluindo quem assistia das sacadas dos prédios – acompanhando com palmas e cantando numa entrega incondicional, difícil de acontecer.
No mesmo show, Marcelo Camelo “sambando” com alegria de menino em “Alagados” também deu gosto de ver!
Para finalizar, como não poderia deixar de ser, o momento em que Arnaldo entra no palco é sempre muito especial, para nós, Titãs. Talvez mais até do que é para os próprios fãs. Vertigem pura!

Não sei como ainda há gente de imprensa capaz de classificar essa turnê como uma “volta”. No que me diz respeito, simplesmente detesto essa mania que jornalista tem de estabelecer uma pauta e depois forçar a barra para que tudo se encaixe naquela baliza. Comparar a nossa turnê com a do Police e a do Led Zeppelin ( tá certo que a companhia é boa...) como fez a Folha de São Paulo é fazer uma análise, no mínimo, medíocre. Seria o mesmo que dizer que o U2 está voltando em 2008…..Lamentável. Outro equívoco : dizer que o público é, na sua grande maioria, de quarentões saudosistas ( nada contra é claro! ). Bobagem: a verdade é que pelo menos 80% da platéia é de gente que nem sequer tinha nascido quando lançamos o primeiro disco!

Para quem não viu o show aí vai o set list completo com comentários e informações adicionais. Espero que isso aumente a vontade da cariocada de conferir dia 16 de janeiro na Marina da Glória a gravação do show para o programa da SKY. A princípio esse será o último show da turnê, mas é bem provável que mais datas apareçam pela frente. Fiquem ligados!



Titãs & Paralamas


1. Diversão – As duas bandas atacam juntas e Herbert divide os vocais com o Paulo. Está canção para quem não sabe, entre todas as nossas composições, era a favorita do Renato Russo. Quando tocamos em Ipanema na década de 90 cheguei a convidá-lo pra cantar com a gente. Ele educadamente declinou: já estava muito debilitado para encarar um show…..

2. Calibre – Novamente o Paulo divide os vocais com o Herbert. A música começa com um clima de piano elétrico alá John Paul Jones e gaita – bem diferente da versão original.

3. Marvin – Cantada pelo Branco e pelo Herbert. O arranjo é praticamente o mesmo que costumamos tocar sozinhos, apenas o solo do Tony tem o dobro do tempo.

4. Selvagem – Dessa vez eu e Herbert dividimos os vocais. Esta é talvez a mais Titânica das músicas dos Paralamas. Taí uma canção deles que poderia perfeitamente ter sido composta por um de nós.

5. Policia – Praticamente emendada em Selvagem. Em São Paulo contamos também com o auxílio luxuoso do Andreas na guitarra e nos vocais. Quando começamos a tocar o chão, literalmente, tremeu! Há muito tempo o público não reagia dessa maneira nessa música ( será que foi por causa do “Tropa de elite”?!). Lembro de que quando a tocamos numa das versões recentes do Planeta Atlântica ( a faixa etária desse festival é sempre muito baixa ) o público ficou completamente imóvel. Tive a nítida sensação de que ninguém tinha ouvido aquela música antes na vida. O mais curioso é que quando tocamos “Epitáfio” o lugar quase veio abaixo! Em SP em meio à zoeira das guitarras, nos acordes finais, ainda tive a pachorra de cantar “Acorda Maria Bonita, levanta vai fazer o café / Que o dia já vem raiando e a polícia já tá de péééééééé!!!!”

Saem os Titãs e ficam os Paralamas acompanhados de seus músicos. Curiosamente as sete canções escolhidas por eles para este segmento são extremamente pop contrastando com o nosso set, bem mais rock. O Liminha costumava dizer que os Paralamas eram mais Beatles e os Titãs mais Stones. Não deixa de ter razão…..

6. Ela disse adeus

7. De perto

8. Cuide bem do seu amor

9. Lanternas dos afogados

10. Alagados – Esse canção é uma das minhas preferidas ( imagino que de todo o mundo ) do repertório dos Paralamas. Acredito que foi ela uma das coisas que nos estimulou, mais tarde, a gravar um disco com Õ Blesq Blom ou uma música como “Miséria”. Vislumbramos alí a possibilidade de fazer pop com sotaque claramente brasileiro sem soar “frouxo”. O Charles toca um” pandeirinho” aqui!

11. Uma brasileira – Eu , Branco e Paulo fazemos backing nessa música.

12. Caleidoscópio

Voltamos a tocar juntos aqui, num momentos denominado por nós de “ a hora do banquinho”. Os arranjos ficaram bem mais despojados, diferentes dos originais. O nosso intenção era dar um refresco pra moçada e deixar espaço para que se pudesse ouvir o público cantando ( o que de fato acontece ) em alto e bom som.

13. A Novidade – Cantamos eu e o Herbert. O único acompanhamento são as guitarras as vozes e palmas do público. Nessa música, vale a pena prestar atenção no slide Guitar do Tony.

14. Homem Primata – O arranjo acabou ficando parecido com o que fizemos para o Acústico. Um SKA, só que sem metais e bem mais invocado. A platéia canta pra valer!

15. Lourinha Bombril – Versão dos PDS para uma música de uma banda argentina “Los Pericos”. O Branco divide o vocal com o Herbert, eu faço as frases dos metais no hammond e o Paulo toca…..bandolim!

Saem os Paralamas e ficam os cinco Titãs ( finalmente um número decente de membros para uma banda de rock! ). Tocar como um quinteto, fora o desafio, tem sido um grande prazer: é quase como se a banda estivesse começando de novo.

16. Epitáfio – Dispensa maiores comentários …. É um dos momentos de maior comunhão com a platéia de todo o show.

17. Aluga-se - Sempre costumo cantar “Eu nasci há dez mil anos atrás” antes de gritar “Fala Rauuuuuul!!”. Em Salvador o público cantou duas ou três vezes sem que eu precisasse fazer praticamente nada. Foi, como diria o Frejat “Puro êxtase”

18. Vossa Excelência – O João e o Bi em São Paulo foram intimados por mim a cantar com a gente o refrão dessa música. No meio do primeiro verso fui até o canto do palco e arrastei o João Barone pelo braço, que saiu gritando com vontade” Filha da puta, bandido, corrrrupto ladrão!”

19. Bichos Escrotos

20. AAUU – “Dentre as músicas estúpidas gravadas durante os anos 80 talvez está seja a mais estúpida de todas!”. Me acostumei a falar isso antes de começar a gritar. Tem gente que acha estranho….

21. Cabeça Dinossauro – Como já comentei, o João e o Charles “arrebentam” nessa música.

22. A melhor banda de todos os tempos da última semana – O Bi toca baixo e o Herbert faz um solo de guitarra. O João , a principio, não tocava nessa hora, mas acabou entrando na farra também. Faz sentido: no final Branco apresenta todo mundo. “Senhoras e Senhores com vocês A melhor banda de todos os tempos da última semana!!….Na guitarra, Tony Bellotto!” – E por aí vai.

23. Go Back – O Marcelo Camelo assume o lead vocal ( e manda muito bem! ), o Herbert faz uns comentários e eu canto o “Stir it Up”. Alguém comentou que o Camelo parecia deslocado no show…..Não concordo: entre os convidados ele era ( mesmo nos ensaios ) o mais entrosado, o mais a vontade e o que melhor conhecia o nosso repertório. Quem leva essa música é o Barone, o Charles só toca nos refrões.

24. Beco – O Mello canta essa. Tocamos com o reforço dos metais .

25. Comida – Grande momento!! Há muitos anos o Arnaldo não cantava essa música: com certeza é a primeira vez que ele canta com esse arranjo. Ainda lembro do dia em que fizemos a canção ( Marcelo, eu e Arnaldo ) na casa dos meus pais. Uma boa parte da letra o Arnaldo já trouxe pronta “A gente não que só comida, a gente quer comida diversão e arte, etc..” O resto fizemos ali na hora . “Bebida é água, comida é pasto/ Você tem fome de que? Você tem sede de que?” são versos meus. A frase de teclado fiz depois a pedido do Marcelo que achava que faltava um “gancho” melódico pra música. É um clássico dos Titãs.

26. Lugar nenhum – Outra daquelas que marcaram época na voz do Arnaldo.

27. Trac Trac – Eu divido o canto com o Herbert. Acho que ficou bem legal na minha voz, pensei inclusive em pedir para cantar a música inteira …Vamos ver, talvez ainda da role.

28. Óculos – O Paulo canta . Eu faço aquela famosa frase da intro. Um dos grandes baratos dessa turnê é esse : poder tocar coisas que a gente gosta muito e nunca teve oportunidade.

29. Sonífera ilha – Zoeira total. Aqui todo mundo toca e canta ao mesmo tempo – convidados incluídos.

30. SKA – É um rock-steady. O João puxa numa velocidade alucinante, às vezes difícil de acompanhar. O Paulo faz a frase e o “solo” de sax.

Bis

Cansei de comentar……

31. Meu erro
32. Flores
33. Cinema mudo
34. Que país é esse?



Ufa! Acabou!

Espero que tenham gostado.










Escrito por Sérgio Britto às 15h43
[ ] [ Envie esta mensagem ]



[ ver mensagens anteriores ]
 
Categorias
Todas as mensagens
Agenda

Histórico
24/08/2014 a 30/08/2014
10/08/2014 a 16/08/2014
03/08/2014 a 09/08/2014
22/06/2014 a 28/06/2014
15/06/2014 a 21/06/2014
01/06/2014 a 07/06/2014
18/05/2014 a 24/05/2014
11/05/2014 a 17/05/2014
04/05/2014 a 10/05/2014
20/04/2014 a 26/04/2014
30/03/2014 a 05/04/2014
23/03/2014 a 29/03/2014
09/03/2014 a 15/03/2014
19/01/2014 a 25/01/2014
24/11/2013 a 30/11/2013
17/11/2013 a 23/11/2013
10/11/2013 a 16/11/2013
27/10/2013 a 02/11/2013
20/10/2013 a 26/10/2013
13/10/2013 a 19/10/2013
08/09/2013 a 14/09/2013
25/08/2013 a 31/08/2013
18/08/2013 a 24/08/2013
30/06/2013 a 06/07/2013
02/06/2013 a 08/06/2013
28/04/2013 a 04/05/2013
24/02/2013 a 02/03/2013
17/02/2013 a 23/02/2013
10/02/2013 a 16/02/2013
03/02/2013 a 09/02/2013
20/01/2013 a 26/01/2013
06/01/2013 a 12/01/2013
02/12/2012 a 08/12/2012
21/10/2012 a 27/10/2012
14/10/2012 a 20/10/2012
01/07/2012 a 07/07/2012
27/05/2012 a 02/06/2012
13/05/2012 a 19/05/2012
06/05/2012 a 12/05/2012
08/04/2012 a 14/04/2012
11/03/2012 a 17/03/2012
01/01/2012 a 07/01/2012
25/12/2011 a 31/12/2011
27/11/2011 a 03/12/2011
30/10/2011 a 05/11/2011
02/10/2011 a 08/10/2011
11/09/2011 a 17/09/2011
14/08/2011 a 20/08/2011
24/07/2011 a 30/07/2011
26/06/2011 a 02/07/2011
05/06/2011 a 11/06/2011
29/05/2011 a 04/06/2011
01/05/2011 a 07/05/2011
24/04/2011 a 30/04/2011
10/04/2011 a 16/04/2011
20/02/2011 a 26/02/2011
06/02/2011 a 12/02/2011
30/01/2011 a 05/02/2011
16/01/2011 a 22/01/2011
19/12/2010 a 25/12/2010
12/12/2010 a 18/12/2010
28/11/2010 a 04/12/2010
21/11/2010 a 27/11/2010
14/11/2010 a 20/11/2010
07/11/2010 a 13/11/2010
31/10/2010 a 06/11/2010
24/10/2010 a 30/10/2010
10/10/2010 a 16/10/2010
26/09/2010 a 02/10/2010
12/09/2010 a 18/09/2010
20/06/2010 a 26/06/2010
23/05/2010 a 29/05/2010
04/04/2010 a 10/04/2010
28/02/2010 a 06/03/2010
07/02/2010 a 13/02/2010
24/01/2010 a 30/01/2010
06/12/2009 a 12/12/2009
08/11/2009 a 14/11/2009
20/09/2009 a 26/09/2009
13/09/2009 a 19/09/2009
02/08/2009 a 08/08/2009
03/05/2009 a 09/05/2009
25/01/2009 a 31/01/2009
21/12/2008 a 27/12/2008
19/10/2008 a 25/10/2008
05/10/2008 a 11/10/2008
07/09/2008 a 13/09/2008
06/07/2008 a 12/07/2008
08/06/2008 a 14/06/2008
18/05/2008 a 24/05/2008
04/05/2008 a 10/05/2008
02/03/2008 a 08/03/2008
03/02/2008 a 09/02/2008
16/12/2007 a 22/12/2007
02/12/2007 a 08/12/2007
28/10/2007 a 03/11/2007
23/09/2007 a 29/09/2007
16/09/2007 a 22/09/2007
09/09/2007 a 15/09/2007
26/08/2007 a 01/09/2007
01/07/2007 a 07/07/2007
03/06/2007 a 09/06/2007
13/05/2007 a 19/05/2007
06/05/2007 a 12/05/2007
22/04/2007 a 28/04/2007
08/04/2007 a 14/04/2007
01/04/2007 a 07/04/2007
18/03/2007 a 24/03/2007
11/03/2007 a 17/03/2007
25/02/2007 a 03/03/2007
28/01/2007 a 03/02/2007
17/12/2006 a 23/12/2006
03/12/2006 a 09/12/2006
26/11/2006 a 02/12/2006
12/11/2006 a 18/11/2006
29/10/2006 a 04/11/2006
15/10/2006 a 21/10/2006
08/10/2006 a 14/10/2006
01/10/2006 a 07/10/2006
24/09/2006 a 30/09/2006
17/09/2006 a 23/09/2006
03/09/2006 a 09/09/2006
20/08/2006 a 26/08/2006
06/08/2006 a 12/08/2006
30/07/2006 a 05/08/2006
16/07/2006 a 22/07/2006
09/07/2006 a 15/07/2006
25/06/2006 a 01/07/2006
18/06/2006 a 24/06/2006
04/06/2006 a 10/06/2006
28/05/2006 a 03/06/2006
21/05/2006 a 27/05/2006
14/05/2006 a 20/05/2006
07/05/2006 a 13/05/2006
30/04/2006 a 06/05/2006
23/04/2006 a 29/04/2006
16/04/2006 a 22/04/2006
09/04/2006 a 15/04/2006
02/04/2006 a 08/04/2006
26/03/2006 a 01/04/2006
19/03/2006 a 25/03/2006
12/03/2006 a 18/03/2006
05/03/2006 a 11/03/2006

Outros sites
Sérgio Britto
Titãs
Pocket show - Raquel (D.D.D)
Clip - A minha cara
Clip Raquel ( D.D.D.)