Cabeça Dinossauro 1





Eis aí uma entrevista que fiz ( há um bom tempo ) para a Folha de São Paulo sobre o “Cabeça Dinossauro”. Como não sei se vai ser publicada ou não, resolví colocar aqui.
Outra coisa : - de agora em diante vou tentar responder aos comentários de vocês em baixo dos mesmos, OK? Vamos ver se assim funciona melhor.


Espero que gostem!



- Antes de "Cabeça Dinossauro", vocês lançaram dois discos mais voltados para o "pop". Por que a mudança de sonoridade em "Cabeça Dinossauro"? O que levou a essa nova experiência sonora?

Não foi assim tão de uma hora pra outra como pode parecer. Era algo que já vinha acontecendo. Por exemplo : “Bichos escrotos” é anterior à gravação do nosso primeiro disco, só não gravamos naquela ocasião por que a censura não permitiu. No disco anterior ao “Cabeça” - “Televisão” - a faixa título , “Massacre”, “Pavimentação”e “Autonomia”já apontavam também para essa direção . “Babi índio” e “Pule “do primeiro disco, se tivessem sido gravadas com um pouco mais de qualidade , também poderiam ser vistas desse modo.
Fazer um disco com uma sonoridade e um repertório mais pesado era um desejo antigo de alguns de nós que aos poucos contaminou todo mundo.
A prisão do Arnaldo e do Tony e conseqüentemente o relativo fracasso de “Televisão” são fatores extra-musicais que naquele momento talvez também tenham contribuído para essa virada.

- Vocês tiveram medo de uma recepção fria por parte dos fãs e da imprensa por conta da mudança?

Medo não. Estavamos muito convictos e a gravadora parecia acreditar na gente, mas houve sim alguma resistencia inicial da mídia . Algumas pessoas da imprensa levaram muito tempo para entender e valorizar o disco que fizemos.

- Quanto tempo durou a gravação do disco?

Um mês para gravar e mixar. Em duas semanas já estava quase tudo pronto.

- Qual a importância que Liminha teve para esse projeto?

O Liminha foi o responsável pela realização do nosso maior sonho : gravar com qualidade, liberdade e em altíssimo astral.
No que diz respeito à parte estritamente musical ( fora “O que” e “Familia” que tiveram os arranjos reestruturados ) tudo já estava pronto há um bom tempo . As canções , os arranjos e até mesmo o formato das músicas já estavam definidos muito antes de entrarmos em estúdio.

- Qual foi a primeira música do disco a ser gravada? E a última? Qual foi a que demorou mais?

A primeira ,foi “AAUU”. Já tocavamos a música em shows e o arranjo estava muito bem resolvido. A última a ser gravada foi “O que” e foi também a que mais deu trabalho. O arranjo mudou totalmente no estúdio e o Liminha , aqui, teve participão decisiva : programou a bateria eletrônica , sugeriu a linha de baixo , tocou guitarra e deixou a gente fazendo uma “Jam”interminavel durante dois dias até a chegar ao resultado final. Aquilo abriu um novo horizonte para nós e nos colocou em contato com elementos que iríamos explorar bastante nos anos seguintes.

- Quais foram as principais influências da banda para a gravação desse disco?

A canção brasileira sempre foi uma forte influência para nós. De Noel Rosa a Mutantes. O punk rock e a new wave também. É dificil apontar um só artísta ou um só estilo. A diversidade sempre foi a nossa marca registrada.



Escrito por Sérgio Britto às 16h22
[ ] [ Envie esta mensagem ]



Cabeça Dinossauro 2




- E qual foi a influência que "Cabeça Dinossauro" teve na sonoridade da banda até os dias de hoje?

Já fizemos muita coisa e não somos mais só “a-banda- do-Cabeça- Dinossauro”.”Õ blesq blom” tem outras características mas foi , para nós, tão marcante quanto.
Fora isso há o “Acústico” as fases de “Sonífera ilha”, “Comida”, “Epitáfio” , etc, etc.
Apesar disso devo confessar que quando falamos em fazer um arranjo ou uma canção alá TITÃS é sempre no “Cabeça “que pensamos . Foi lá que inventamos o nosso vocabulário.

- Houve uma sensível mudança nas letras desse disco em comparação com os anteriores. Em faixas como "Polícia" e "Bichos Escrotos", as letras estão bem mais politizadas. Por que essa mudança nas letras das músicas?

Não sei se “politizadas”é o termo exato. …..Ácidas , agressivas - críticas talvez?
- Como disse, pode até parecer , mas não foi de uma hora pra outra que isso aconteceu. Esses elementos sempre existiram na nossa música só não haviam sido registrados ou não haviam sido , até então , tão bem realizados.
Quer exemplos? Uma das primeiras músicas do nosso repertório era “Charles Chacal”que falava de um seral killer.
Dessa safra também fazia parte“Vá trabalhar”, que dizia : “Vá se enfeitar,pinte a boca ponha falsos cílios/Você quer se matar,você já tá pra lá de a perigo/Esse buraco aonde você se enfiou, esse buraco foi você quem cavou / Sua casa o seu ninho de amor” .

- Quando lançaram o disco, vocês tinham alguma idéia de que ele iria marcar tanto o "Rock Brasil"?

Não, a gente não fazia mínima idéia do que iria acontecer, mesmo porque , até aquele momento, nós éramos vistos como uma espécie de patinho feio do Rock brazuca.

- Vocês mudariam alguma coisa no disco?

Não! Tá louco!

- Vocês consideram "Cabeça Dinossauro" o melhor disco da banda? Consideram o mais influente? Quais artistas você acha que claramente foram influenciados pelos Titãs?

Com certeza é um dos melhores que fizemos. Só comparavel ao “Õ blesq blom” e “Jesus não tem dentes no país dos banguelas”.
Acho que não posso apontar nenhuma banda que pareça ter sido diretamente influenciada por nós. ….
Em contrapartida “O blesq blom “ - se não influenciou - ao menos antecipou toda a onda do mangue beat e a mistura de MPB e música nordestina com elemetos de rock e programações eletrônicas.

- O que acham do disco "Dois", da Legião Urbana?

Acho que dentro da discografia deles equivale ao “Cabeça” com uma sonoridade mais redonda ( guitarras limpas e canções mais melódicas em vez da gritaria e dos riffs distorcidos do nosso). É também um grande disco e “Índios” uma obra prima do pop rock brasileiro . Uma das canções mais originais da Legião Urbana.



- O que acham do disco "Selvagem?", dos Paralamas?

Quando entramos no Nas nuvens para gravar o “Cabeça “ os Paralamas haviam acabado de sair de lá. O disco que eles tinham gravado era , sob vários aspectos, diametralmente oposto ao que iríamos fazer . O tempo acabou provando que há muito mais semelhanças que diferenças entre as duas bandas, principalmente na maneira de encarar o desafio de fazer música pop no Brasil sem ser mera cópia do que se faz lá fora e ao mesmo tempo sem ser bovinamente brasileiro.
A nossa vontade sempre foi tentar ser - por mais estranho que possa parecer - “profundamente brasileiros “ como Raul Seixas , como a jovem guarda, como a bossa nova, como os tropicalistas e acho que nesse sentido os Paralamas são a banda que mais se parece com os TITÃS. “Selvagem” é com certeza um clássico.

- Há mais alguma curiosidade, detalhe sobre a gravação do disco que você acha interessante contar?

Os acetatos com os esboços do Leonardo da Vinci que estão na capa e na contra capa do disco vieram diretamente do Louvre trazidos por um amigo do meu pai. Antes disso tudo o que tinhamos eram reproduções pequenas e sem qualidade suficiente para viabilizar o projeto gráfico. As primeiras 30.000 cópias do disco foram feitas em um papel fosco e poroso muito mais caro que o normal. Generosidade do André Midani, entãopresidente da Warner, que nos deu total apoio antes, durante e depois da gravação atendendo a tudo o que pediamos.

A percussão na faixa “Cabeça dinossauro” foi o Liminha que tocou. Depois de várias tentativas mais elaboradas ele começou a improvisar - tocando nas paredes, no chão e nas colunas do estúdio - numa espécie detranse. Assim que ele acabou , todo mundo disse imediatamente : é isso aí, docaralho!

Gravei a voz solo de “Polícia” no primeiro” take” enquanto o Liminha conversava sobre pesca submarina com o Evandro Mesquita ( talvez isso tenha me ajudado a ficar mais puto ainda ) . Quando fomos ouvir o resultado eu queria regravar a voz a qualquer custo ( tinha sido muito fácil ), mas todos acabaram me convencendo de que estava bom.

A voz de “A face do destruidor” foi gravada em cima da base tocada de trás pra frente. Quando gravamos tinhamos que pensar que aquilo ia ser ouvido dessa maneira.

O Tony fez todos os solos importantes do disco usando uma técnica no mínimo curiosa : revezava um anel grande que ele tinha na mão direita com a palheta para tocar e ao mesmo tempo tirar efeitos percussivos da guitarra. Isso funcionava também como uma espécie de bottle neck e acabou dando uma cara diferente para os solos que ele fez .


Escrito por Sérgio Britto às 16h18
[ ] [ Envie esta mensagem ]



[ ver mensagens anteriores ]
 
Categorias
Todas as mensagens
Agenda

Histórico
24/08/2014 a 30/08/2014
10/08/2014 a 16/08/2014
03/08/2014 a 09/08/2014
22/06/2014 a 28/06/2014
15/06/2014 a 21/06/2014
01/06/2014 a 07/06/2014
18/05/2014 a 24/05/2014
11/05/2014 a 17/05/2014
04/05/2014 a 10/05/2014
20/04/2014 a 26/04/2014
30/03/2014 a 05/04/2014
23/03/2014 a 29/03/2014
09/03/2014 a 15/03/2014
19/01/2014 a 25/01/2014
24/11/2013 a 30/11/2013
17/11/2013 a 23/11/2013
10/11/2013 a 16/11/2013
27/10/2013 a 02/11/2013
20/10/2013 a 26/10/2013
13/10/2013 a 19/10/2013
08/09/2013 a 14/09/2013
25/08/2013 a 31/08/2013
18/08/2013 a 24/08/2013
30/06/2013 a 06/07/2013
02/06/2013 a 08/06/2013
28/04/2013 a 04/05/2013
24/02/2013 a 02/03/2013
17/02/2013 a 23/02/2013
10/02/2013 a 16/02/2013
03/02/2013 a 09/02/2013
20/01/2013 a 26/01/2013
06/01/2013 a 12/01/2013
02/12/2012 a 08/12/2012
21/10/2012 a 27/10/2012
14/10/2012 a 20/10/2012
01/07/2012 a 07/07/2012
27/05/2012 a 02/06/2012
13/05/2012 a 19/05/2012
06/05/2012 a 12/05/2012
08/04/2012 a 14/04/2012
11/03/2012 a 17/03/2012
01/01/2012 a 07/01/2012
25/12/2011 a 31/12/2011
27/11/2011 a 03/12/2011
30/10/2011 a 05/11/2011
02/10/2011 a 08/10/2011
11/09/2011 a 17/09/2011
14/08/2011 a 20/08/2011
24/07/2011 a 30/07/2011
26/06/2011 a 02/07/2011
05/06/2011 a 11/06/2011
29/05/2011 a 04/06/2011
01/05/2011 a 07/05/2011
24/04/2011 a 30/04/2011
10/04/2011 a 16/04/2011
20/02/2011 a 26/02/2011
06/02/2011 a 12/02/2011
30/01/2011 a 05/02/2011
16/01/2011 a 22/01/2011
19/12/2010 a 25/12/2010
12/12/2010 a 18/12/2010
28/11/2010 a 04/12/2010
21/11/2010 a 27/11/2010
14/11/2010 a 20/11/2010
07/11/2010 a 13/11/2010
31/10/2010 a 06/11/2010
24/10/2010 a 30/10/2010
10/10/2010 a 16/10/2010
26/09/2010 a 02/10/2010
12/09/2010 a 18/09/2010
20/06/2010 a 26/06/2010
23/05/2010 a 29/05/2010
04/04/2010 a 10/04/2010
28/02/2010 a 06/03/2010
07/02/2010 a 13/02/2010
24/01/2010 a 30/01/2010
06/12/2009 a 12/12/2009
08/11/2009 a 14/11/2009
20/09/2009 a 26/09/2009
13/09/2009 a 19/09/2009
02/08/2009 a 08/08/2009
03/05/2009 a 09/05/2009
25/01/2009 a 31/01/2009
21/12/2008 a 27/12/2008
19/10/2008 a 25/10/2008
05/10/2008 a 11/10/2008
07/09/2008 a 13/09/2008
06/07/2008 a 12/07/2008
08/06/2008 a 14/06/2008
18/05/2008 a 24/05/2008
04/05/2008 a 10/05/2008
02/03/2008 a 08/03/2008
03/02/2008 a 09/02/2008
16/12/2007 a 22/12/2007
02/12/2007 a 08/12/2007
28/10/2007 a 03/11/2007
23/09/2007 a 29/09/2007
16/09/2007 a 22/09/2007
09/09/2007 a 15/09/2007
26/08/2007 a 01/09/2007
01/07/2007 a 07/07/2007
03/06/2007 a 09/06/2007
13/05/2007 a 19/05/2007
06/05/2007 a 12/05/2007
22/04/2007 a 28/04/2007
08/04/2007 a 14/04/2007
01/04/2007 a 07/04/2007
18/03/2007 a 24/03/2007
11/03/2007 a 17/03/2007
25/02/2007 a 03/03/2007
28/01/2007 a 03/02/2007
17/12/2006 a 23/12/2006
03/12/2006 a 09/12/2006
26/11/2006 a 02/12/2006
12/11/2006 a 18/11/2006
29/10/2006 a 04/11/2006
15/10/2006 a 21/10/2006
08/10/2006 a 14/10/2006
01/10/2006 a 07/10/2006
24/09/2006 a 30/09/2006
17/09/2006 a 23/09/2006
03/09/2006 a 09/09/2006
20/08/2006 a 26/08/2006
06/08/2006 a 12/08/2006
30/07/2006 a 05/08/2006
16/07/2006 a 22/07/2006
09/07/2006 a 15/07/2006
25/06/2006 a 01/07/2006
18/06/2006 a 24/06/2006
04/06/2006 a 10/06/2006
28/05/2006 a 03/06/2006
21/05/2006 a 27/05/2006
14/05/2006 a 20/05/2006
07/05/2006 a 13/05/2006
30/04/2006 a 06/05/2006
23/04/2006 a 29/04/2006
16/04/2006 a 22/04/2006
09/04/2006 a 15/04/2006
02/04/2006 a 08/04/2006
26/03/2006 a 01/04/2006
19/03/2006 a 25/03/2006
12/03/2006 a 18/03/2006
05/03/2006 a 11/03/2006

Outros sites
Sérgio Britto
Titãs
Pocket show - Raquel (D.D.D)
Clip - A minha cara
Clip Raquel ( D.D.D.)